CASA ANGICOS

O anseio dos futuros moradores dessa casa era de propor uma habitação que buscasse atender requisitos e/ou estratégias sustentáveis. Dessa forma, a solução foi pautada pelas seguintes diretrizes:

1. O terreno em declive foi mantido na sua forma mais natural, adaptando o programa de maneira pouco tradicional, com as áreas íntimas no pavimento ao nível da rua e as áreas de convivência ao nível mais inferior.

2. O cedro, uma única árvore existente no lote, é a “pedra fundamental” da proposta. A partir dela um “eixo permeável” se desenvolve, transformando a casa num objeto poroso que proporciona diferentes relações visuais no dia a dia.  

3. A construção se resume em três materiais: concreto, tijolo maciço e vidro. Resumir em poucos materiais contribui no controle sobre a origem da matéria-prima e produção resíduos, podendo trabalhar com fornecedores locais.

4. As instalações serão dotadas de sistemas de reaproveitamento de águas pluviais e tratamento de águas cinzas para reuso em vasos sanitários e irrigação. Para o sistema de energia elétrica, painéis fotovoltaicos devem atender geração necessária para consumo próprio. 

Categoria

  • Residencial

Data

2020

Local

Francisco Beltrão

Projeto

Michel Macedo

Consultores

Estruturas: Julio Barzotto

Colaboradores

Jean Grando | Render: João Pedro Belusso Cecco



Compartilhar